Abrir
Notícias
15Abr
CERRP inclui instalação de DPS nas novas ligações
Imagem

A CERRP (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto), que atende consumidores em 13 municípios da região, incluiu a instalação do Dispositivo de Proteção Contra Surtos (DPS) no padrão de entrada, popular “postinho”, de clientes que solicitarem novas ligações e religamentos após obras e reformas ou amento de carga.

 A medida, por decisão dos dirigentes da Cooperativa, se tornou obrigatória desde o dia 1º de abril de 2019. Mas somente para as novas ligações. Para as ligações antigas a instalação do equipamento é opcional. O engenheiro Alexandre Sanches, da CERRP, afirma que o DPS é uma segurança a mais para os consumidores e funciona como uma espécie de pára-raios. Ele aconselha a todos, podendo, instalar o equipamento para evitar surtos de tensão e preservar a vida útil de seus equipamentos eletroeletrônicos.

 O DPS é um equipamento desenvolvido para detectar a presença de sobretensões temporárias na rede de energia elétrica e direcioná-las para o sistema de aterramento antes que elas atinjam a rede interna do imóvel e, por conseqüência, os equipamentos eletroeletrônicos.

 Disponível em diversas marcas, o equipamento pode ser encontrado em lojas de materiais de construção e elétricos. O preço varia, dependendo da marca e modelo, entre R$ 30 a R$ 140. O uso do DPS está regulamentado pela norma brasileira NBR 5410 das instalações elétricas de baixa tensão.

 A CERRP recomenda que a instalação do DPS seja feita por profissional habilitado, uma vez existe variação de acordo com o esquema de aterramento, a capacidade de corrente da construção e a opção por uma instalação monofásica, bifásica ou trifásica. A utilização incorreta pode comprometer a eficácia do dispositivo.