Abrir
Notícias
01Out
Consumidores produzem sua própria energia
Imagem

 

 Produzir e vender sua própria energia elétrica já é possível no Brasil e na área de fornecimento da CERRP (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto). Existem várias formas de produzir energia elétrica. A mais comum em nossa região é o sistema com placas fotovoltaicas, popularmente conhecido como energia solar. Entretanto não é um sistema barato.

 E não se pode confundir o sistema de geração de energia com o sistema de aquecedor solar. O primeiro transforma a radiação solar em energia elétrica corrente. Já o segundo usa o sol apenas para aquecer a água, que fica acumulada em um tanque chamado boiler. São extremamente eficientes e chegam a reduzir em até 80% o consumo de energia relativo ao aquecimento da água.

 Já o sistema de microgeração de energia com placas fotovoltaicas produz eletricidade para consumo próprio.  Dependendo da potência e de vários aspectos de instalações dos equipamentos o custo para a  geração pode oscilar entre R$ 11 mil a R$ 22 mil. E não existe pagamento pela compra da energia pelas concessionárias. O que está em vigor é apenas a compensação pelo excedente em contas futuras.

Durante o dia, nos períodos em que o consumo de eletricidade é baixo, pode ocorrer excedente de energia, ou seja, o sistema produz mais energia do que o consumidor precisa. Ao exportar eletricidade, o proprietário do sistema fotovoltaico recebe um crédito de energia. Esse crédito pode ser utilizado posteriormente através de desconto na conta de luz, podendo também ser acumulado meses posteriores caso não seja utilizado.

Desde 2012 a Anateel baixou resolução que constituiu um marco regulatório para disciplinar a geração de energia no Brasil. A resolução estabelece que cada cidadão brasileiro ou empresa poderá ter em seu telhado uma usina fotovoltaica para produzir eletricidade para o consumo próprio.

A energia produzida depende da localização geográfica do imóvel, da irradiação solar e das características do clima, podendo sofrer variações entre regiões.

Na área de distribuição da CERRP tem três cooperados que produzem energia nos limites estabelecidos pela ANEEL. Para isso é necessário que se faça solicitação à CERRP e atenda as normas estabelecidas pela ANEEL. É celebrado um contrato onde são definidas as atribuições, responsabilidades e procedimentos técnicos necessários ao relacionamento técnico operacional para a instalação de micro geradores de energia.

A energia excedente será compensada em contas futuras. E o local deverá estar sinalizado com placa de advertência, confeccionada em PVC, com os seguintes dizeres: “Cuidado – Risco de Choque Elétrico – Geração Própria”.