Abrir
Notícias
23Set
Edificações consomem mais energia do que as indústrias
ImagemChuveiro, vilão no gasto de energia

 

Você sabia que, atualmente, o setor de edificações residenciais e comerciais consome mais energia elétrica do que a indústria? Pois é verdade. Os dados do Balanço Energético Energético Nacional de 2018 apontam que o setor de edificações representa 46 % do consumo total de eletricidade no País, enquanto o setor industrial 20 %.

 Por conta da crise econômica, a indústria brasileira teve uma redução de atividades produtivas, registrando queda de 4,7% em relação ao ano passado. Além disso, embora as edificações possuem menor intensidade de uso energético por área, elas estão em maior escala numérica.

 É importante notar também que o consumo de eletricidade em edificações aumentou em 52% nos últimos 10 anos. Os edifícios e as casas estão maiores e mais complexos, com mais tecnologias e equipamentos elétricos. Além disso, a demanda por conforto também aumentou, o que resultou no aumento da utilização do ar-condicionado.

 Com tanta demanda por eletricidade e em meio à crise hídrica, vemos, a cada ano, o aumento da tarifa de energia que resulta em contas de luz mais caras para os consumidores.

 Nas residências, o consumo dos chuveiros, geladeiras e, ultimamente, ar-condicionado, são bastante expressivos. Já em edificações comerciais, o ar-condionado e a iluminação representam mais da metade do consumo da edificação.

 Pensando em orientar os consumidores, a CERRP (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto) está desenvolvendo uma cartilha para ensinar e conscientizar sobre as diversas formas de economizar energia elétrica.