Abrir
Notícias
07Jan
Cuidados simples podem ajudar na economia de energia durante horário de verão
ImagemSubstituir lâmpadas incandescente por lâmpadas fluorescentes compactas ajudam a economizar energia

O horário de verão, que começou no dia 4 de novembro e vai até o dia 16 de fevereiro, deve gerar redução média no consumo de energia de 4% a 5%  no País, se considerada a média dos últimos anos no horário de pico, de acordo com o ONS (Operador Nacional do Sistema).

 A redução no uso de energia elétrica é possível graças ao melhor aproveitamento da luz natural, já que o sol se põe mais tarde nesse período, o que reduz a demanda por energia no período mais crítico do dia, o horário de pico, que ocorre entre 18 e 21 horas.

 O sistema de transmissão opera com menor carregamento, gerando economia. Normalmente durante o horário de verão existe uma redistribuição do consumo neste período de pico, uma vez que o consumo de energia dos clientes residenciais não coincide com o consumo da carga da iluminação pública, evitando-se assim uma menor demanda neste período.

 Entretanto, por causa de algumas mudanças de hábitos nessa época, normalmente o consumidor não percebe redução de consumo na conta de energia. Entre as mudanças estão deixar de utilizar o chuveiro na posição inverno - que gasta mais energia, mas, por outro lado, utilizar com mais frequência o ventilador ou o ar condicionado.

 O objetivo do horário de verão é aproveitar a luz natural que os dias mais longos proporcionam. No entanto muitas vezes o calor não nos deixa outra alternativa senão a de ligar os aparelhos de ar-condicionado e ventiladores. Além de exigir, de freezers e geladeiras, consumo extra de energia para manter alimentos bem resfriados.

 Confira abaixo algumas dicas para ajudar a reduzir ao máximo o aumento na conta de luz, utilizando com inteligência eletrodomésticos que ajudam a resfriar ambientes e alimentos:

 Ar condicionado

Evite acionar os aparelhos de ar condicionado de dois cômodos vizinhos ao mesmo tempo. Ao invés disso, ligue apenas um deles e mantenha aberta a porta que liga um espaço ao outro, de modo que o ar resfrie-os progressivamente, pouco antes de dormir.

Lembre-se, ainda, de manter os filtros do aparelho sempre limpos. A sujeira impede a circulação do ar e aumenta o consumo de energia.

 Ventiladores

Os de teto consomem o dobro de energia dos menores, de tomada. Prefira-os.

 Chuveiro elétrico

Às vezes o calor é tão intenso que é possível desligar o aquecimento do chuveiro elétrico e ainda assim tomar um banho morno durante o verão, especialmente no fim do dia, quando a água passou horas esquentando em canos e reservatórios.

 Geladeira

Fogão e geladeira devem ficar distantes: a geladeira precisará consumir mais energia para manter os alimentos frios se estiver sempre exposta ao ar quente do fogão.

Quando for cozinhar ou preparar um lanche, retire todos os ingredientes de uma só vez da geladeira. Evite ficar abrindo e fechando. E não coloque alimentos ainda quentes lá dentro.

Por fim, cheque a vedação das portas, para assegurar de que o ar gelado não está escapando.

 Secadoras

Vale lembrar que secadoras de roupa se tornam totalmente dispensáveis nesta época do ano!

Se for necessário, instale um varal extra e aproveite o calor e a luz do sol para secar a roupa lavada.

 Ferro de passar

Acumule o máximo possível de roupas e passe tudo de uma só vez: assim você economiza em aquecimento inicial, que é o que mais consome energia quando o assunto é ferro elétrico.

 Microondas

Os alimentos descongelarão muito mais rapidamente durante o verão, se você deixá-lo exposto ao sol por alguns minutos. Logo não utilize o microondas para este fim.

 Televisores e computadores

Durante as férias as crianças e adolescentes também ficam mais em casa, o que pode se traduzir na maior utilização de jogos eletrônicos e computadores. Eduque-os para desligar os monitores quando terminarem de jogar.

Sempre prefira eletrodomésticos com selo Procel.

 Lâmpadas

Lembre-se de usar lâmpadas econômicas em sua residência. Lâmpadas fluorescentes compactas, sempre! Pinte as paredes com cores claras, que reflitam a luz. Abra cortinas e persianas: deixe a luz entrar na casa. Evite colocar vidros coloridos ou canelados nas suas janelas: eles escurecem mais o ambiente.