Abrir
Notícias
17Dez
Pipas e rede elétrica não combinam
ImagemTodo cuidado é pouco na hora de soltar pipas, que devem ficar bem longe da rede elétrica

 Nesta época do ano, com a chegada do Verão no dia 21 de dezembro, com dias mais quentes, a vontade da criançada de soltar pipas aumenta. Apesar do bom momento para a diversão, com ventos propícios para a pipa subir, são necessários alguns cuidados, principalmente por parte dos pais para que as crianças não se machuquem ou possam se envolver em acidentes fatais.

 A primeira coisa que as crianças e os pais devem ter em mente é que deve-se soltar pipas em locais afastados da rede elétrica, em campos abertos ou parques.Lembrem-se: pipas e redes elétricas não combinam.

 Outro cuidado é na hora de preparar as pipas. Nunca use fios metálicos nem papel laminado para confeccioná-las, pois eles são condutores de energia e podem causar choques fatais.

 E se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-las. Nunca use varas e nem suba no poste ou telhado para tirar a pipa presa nos fios elétricos. O choque pode ser fatal.

 As pipas aparentemente são brinquedos inofensivos, mas podem causar transtornos quando utilizadas de forma inadequada, próximas da rede elétrica. Muitas pipas que ficam enroscadas nos fios causam interrupções porque provocam curtos-circuitos quando chove.

 Comprometida com a segurança da população e com a qualidade do fornecimento de energia elétrica, a CERRP recomenda que pais e responsáveis acompanhem e instruam crianças e adolescentes no uso do brinquedo.

 O uso da linha de cerol (mistura de cola, limalha e vidro moído), considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132,  e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contraversões Penais, é também muito perigoso. Sua formulação por conter limalha de ferro, substância que provoca curtos-circuitos e choques elétricos, causa riscos para ciclistas e motociclistas.