Abrir
Notícias
09Set
Eletricistas da CERRP farão reciclagem do treinamento de segurança
Imagem

 A partir desta quarta-feira (11) os eletricistas da CERRP (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto) farão reciclagens dos treinamentos, obrigatório, voltado à questão da segurança no trabalho. O treinamento, que será ministrado por técnico especializado na área, é uma das ações da CIPA (Comissão Interna de prevenção de Acidentes) e tem por objetivo estabelecer os requisitos mínimos necessários para avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes.

 O treinamento estará dando ênfase para as Normas Regulamentadoras relativas à saúde e segurança do trabalho, especialmente a NR-10 (Norma Regulamentadora 10), que trata do trabalho com eletricidade, e a NR-35 (Norma Regulamentadora 35), que estabelece os requisitos mínimos de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, organização e a execução.

 De extrema importância no setor elétrico, a NR-10 é a Norma Regulamentadora emitida pelo Ministério do Trabalho que tem por objetivo garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que interagem nas instalações e serviços com eletricidade. Esta Norma Regulamentadora abrange todas as fases da transformação de energia elétrica e todos os trabalhos realizados com eletricidade ou suas proximidades, tais como geração, transmissão, distribuição e consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer outros trabalhos realizados com energia.

 A primeira publicação da NR-10 foi em junho de 1978. De lá para cá foram feitas aprimoramentos e atualizações em 1983, 2004 e 2016, sempre visando garantir a segurança dos profissionais que atuam direta ou indiretamente com eletricidade.

 O não cumprimento de tais normas legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarreta ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente. Além disso, é importante frisar que somente pessoas autorizadas e com treinamento especifico e obrigatório com grade curricular estabelecida pela norma, podem acessar e trabalhar em instalações elétricas. As empresas precisam ter funcionários com habilitação, qualificação, capacitação e autorização.