História

CERRP

Em 28 de julho de 1973, um pequeno grupo de agricultores, com objetivos em comum, criaram a CERRP. Naquela ocasião existia uma grande dificuldade das propriedades rurais conseguirem energia elétrica, visto que apenas áreas urbanas tinham esse privilégio, e foram essas adversidades que fizeram esses ilustres cooperados acreditarem na união em busca de uma vida melhor para o homem do campo. Iniciava-se a realização de um sonho de desenvolvimento e de esperança para as inúmeras famílias de propriedades rurais da região que dependiam dessa infra estrutura.

CERRP
José Pedro Salomão 1º Presidente da CERRP

Sonhos, desejos e anseios de uma vida melhor, foram esses sentimentos que fizeram com que CERRP se tornasse uma realidade, e em 31 de julho 1975 foi registrada junto aos órgãos competentes, tornando-se uma sociedade cooperativista regida pela Lei 5.764 de 16/12/1971 e seu estatuto social.

Nascia então oficialmente a Cooperativa de Eletrificação Rural da Região de São José do Rio Preto - CERRP, que mais tarde mudaria para, Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto – CERRP, mantendo-se assim até os dias atuais.

CERRP
José Antunes Ferreira Neto Ex-Presidente da CERRP
       Na assinatura do contrato com ANEEL

Por meio do Contrato de Permissão para Prestação do Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica, nº 013/2008 – ANEEL, assinado no dia 30 de junho de 2008, e publicado no Diário Oficial da União, no dia 11 de julho de 2008 (seção 3, pg. 108), pela qual a CERRP celebra junto a UNIÃO Federal, por intermédio da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, a outorga para prestação do serviço público de distribuição de energia elétrica, por um período de 20 anos, que consiste na implantação e manutenção de redes, para distribuição de energia elétrica aos cooperados e usuários da área de atendimento da CERRP, homologada pela Resolução Homologatória da ANEEL, nº 54, de 7 de março de 2005.

Com todas essas mudanças surgiram uma serie de normas, regras e procedimentos para distribuição da Energia Elétrica, até então desconhecidos pela Cooperativa.